TransOceânica já conta com nova iluminação de LED

 

A via recebeu 1206 novos pontos de luz, que foram distribuídos pelos postes que estão nas calçadas e no canteiro central.

LEIA MAIS

 

Treinamento dos motoristas de ônibus da TransOceânica

 

 

O treinamento dos motoristas que irão trabalhar nas linhas de ônibus que circularão pelo corredor viário da TransOceânica começou no dia 6 de abril.

LEIA MAIS

 

 

VOLTAR

Quer conhecer todos os detalhes da transoceânica?

É fácil! Navegue por todo o trajeto com fotos em 360°

Saída do túnel (lado do Cafubá)

Rótula do Cafubá

Rótula da Avenida Central

Rótula do Cisp

Cafubá

Estação BHS

Charitas

  • Mais de 5 milhões de travessias pelo Túnel Charitas-Cafubá! 😱 Inf: https://t.co/QnIyK6ufZJ #niteroi #Élogoali… https://t.co/l313gSQWIi

  • Vejam o tamanho das manilhas da macrodrenagem na Região Oceânica! Inf: https://t.co/gg2QIJNn1I https://t.co/m0iJlfmAU7

  • Com a maior obra de macrodrenagem da Região Oceânica avançando,algumas mudanças no trânsito estão sendo necessárias… https://t.co/nu6bIrFgEW

  • Obras de macrodrenagem em ritmo acelerado na Região Oceânica! Saiba mais: https://t.co/eYuSGyFXWS #curtoniteroi… https://t.co/V2WZknOfDa

  • Pistas da Estrada Francisco da Cruz Nunes, sentido Itaipu, @_transoceanica, liberadas na próxima sexta-feira. https://t.co/QArI0G7UM1

  • Novas frentes de trabalho nas obras da Região Oceânica começam nesta segunda. Fique atento às mudanças no trânsito… https://t.co/ye7kbIJNVa

  • Faixas da Estrada Francisco da Cruz Nunes estarão liberadas ao tráfego de veículos no fim do mês. Saiba mais em https://t.co/0nLPgLecPr

  • Começa instalação de manilhas na Estrada Francisco da Cruz Nunes. A profundidade da obra impressiona! Confira aqui: https://t.co/SguWQY6knW

  • A maior obra de macrodrenagem da Região Oceânica já começou! Saiba como fica o seu trajeto. Veja aqui: https://t.co/GfkcYpNSSn

  • Todas as gerações aprovam o túnel. Ele aproxima pessoas e histórias. https://t.co/xzwXLlfZBQ

Acompanhe as últimas novidades da transoceânica

Corredor viário da Região Oceânica entra em operação dia 27 de abril

13/04/2019 - O corredor viário da TransOceânica entra em operação no próximo dia 27. A obra, esperada há mais de 40 anos pelos niteroienses, irá reduzir o tempo de percurso em cerca de 30% e beneficiará 125 mil pessoas diariamente. A migração das linhas de ônibus municipais para a pista exclusiva acontecerá de forma gradual. A população continuará atendida em todos os trajetos. Nesta […]

Monitoramento inteligente na TransOceânica via Centro de Controle Operacional

11/04/2019 - O Centro de Controle Operacional do túnel Charitas-Cafubá (CCO Túnel) utiliza um sistema inteligente de monitoramento com equipamentos que informam, em tempo real, tudo que acontece em suas galerias. O sistema permite o rápido acionamento de órgãos de socorro e segurança em caso de necessidade. São 49 câmeras, seis painéis de mensagens, 80 interfones de emergência e 200 sinalizadores de […]

Túnel Charitas-Cafubá chega a 25 milhões de travessias

11/04/2019 - O túnel Charitas-Cafubá, que foi aberto ao tráfego de veículos em maio de 2017, chega em 2019 com 25 milhões de travessias realizadas em suas duas galerias. A média histórica é de 1,2 milhão de travessias por mês, 41,5 mil por dia. No primeiro trimestre de operação, o túnel foi cruzado por 2,3 milhões de veículos, média de 25,5 mil por […]
1100 lâmpadas de LED
40 câmeras
80 telefones de
emergência

Centro de controle de
operações exclusivo
Túnel Santa Bárbara
construído em 16 anos

Túnel Rio 450 anos
construído em 4 anos

Túnel Raul Veiga
(entre Icaraí e São Francisco)
construído em 4 anos

via exclusiva para
ônibus, pista para
carros e
16km de
malha cicloviária
80 mil usuários
por dia.

Redução de 1 hora para 
20 minutos no trajeto.

 

Você sabia?

  • Estações do BHLS

    Com arquitetura arrojada, as estações terão câmeras de segurança, painéis que informarão o tempo de chegada de cada ônibus, onde os usuários poderão acompanhar a localização dos coletivos no mapa, além de bicicletário com 10 vagas.
  • Frota BHLS

    Os coletivos têm piso na altura do passeio público, quatro portas, sendo duas de cada lado (duas para o corredor viário e duas para paradas comuns), têm direção automática, ar-condicionado e são adaptados para o transporte de deficientes físicos. Cada ônibus tem capacidade para transportar 90 passageiros.
  • Reconhecimento nacional e internacional

    Graças a utilização dos mais modernos conceitos de sustentabilidade, a Transoceânica virou referência nacional, de acordo com o Ministério das Cidades, e internacional, segundo a Cooperação Andina de Fomento.
  • Arqueologia

    O trabalho de arqueólogos é fundamental para a obra. Muitos artefatos já foram encontrados nos canteiros de obra e devidamente preservados para estudos. Vidros, cerâmicas antigas e muitas outras relíquias serão parte de uma exposição em Niteroi.
  • Reaproveitamento de material

    Calçadas, pistas e corredor expresso de concreto foram construídos com material retirado das galerias dos túneis que ligam Cafubá e Charitas. Foram 3 mil toneladas de rochas, 70% delas, utilizadas na obra.
  • De olho na sustentabilidade

    80 mil árvores foram plantadas em locais próximos à Transoceânica. São 12 campos de futebol de vegetação.
  • Um sonho antigo

    Há mais de quarenta anos foi prometida a construção de um túnel que ligasse a Zona Sul à Região Oceânica de Niterói. Hoje o túnel é parte de um projeto muito maior, que vai conectar a cidade na maior obra de mobilidade.

Dúvidas mais frequentes

  • As novas linhas municipais que passarão pelo túnel Charitas-Cafubá seguirão até o Centro?

    A migração acontecerá de forma gradual. Nesta primeira fase, serão criadas três novas linhas, com 43 ônibus automáticos no sistema BHLS, que seguirão até o Centro via túnel Charitas-Cafubá: Oceânica 1 (Piratininga x Centro), Oceânica 2 (Itaipu x Centro) e Oceânica 3 (Itaipu x Centro via Engenho do Mato).
  • Será preciso fazer baldeação para acessar o BHLS?

    As três novas linhas que entrarão em operação nesta primeira fase, manterão o itinerário atual até acessar o corredor viário, evitando a necessidade de baldeação e pegando os passageiros nos pontos já utilizados. Diferente do que ocorre no sistema BRT, no Rio de Janeiro, os coletivos não trafegarão apenas no leito do corredor expresso. Em Niterói, os veículos terão portas dos dois lados para também circularem pelas ruas e avenidas que não contam com a via exclusiva.
  • O valor da passagem cobrada no BHLS será maior?

    O valor da passagem do BHLS será o mesmo das demais linhas municipais.
  • As linhas intermunicipais passarão pelo corredor exclusivo?

    Não. As linhas intermunicipais que circulam pela Região Oceânica continuarão utilizando as mesmas pistas e as mesmas paradas.
  • Quais são as opções para quem precisa seguir pelo Largo da Batalha?

    A população continuará atendida em todos os trajetos. Continuam em operação na Região Oceânica as seguintes linhas: 38A (Itaipu x Centro via Largo da Batalha), 39A (Piratininga x Centro via Largo da Batalha); 46 (Várzea das Moças x Centro via Largo da Batalha e Praia de Icaraí), 52 (Baldeador x Itaipu via Largo da Batalha) 54 (Sapê x Piratininga), 55A (Várzea X Piratininga).
  • Haverá alterações nos trajetos dos ônibus?

    Apenas a linha 52A (Baldeador X Itaipu via túnel Charitas-Cafubá) sofrerá alteração. O novo trajeto será feito entre o Baldeador e Charitas.
  • Onde ficará exatamente cada estação do BHLS?

    As estações estarão posiciondas a cada 400 metros, no máximo, umas das outras. Os locais exatos podem ser vistos no mapa mais acima aqui no site.
  • O que é o BHLS?

    O Bus with High Level of Service (BHS) é a evolução do atual Bus Rapid Transit (BRT) existente na capital do estado. Os ônibus de Niterói circularão por vias secundárias nos bairros, como acontece atualmente. Porém, ao ingressarem na via expressa, funcionarão como um BRT. Os ônibus vão ser adaptados e terão portas dos dois lados.
  • A ciclovia passará por outros trechos que não seja a via principal?

    Para garantir a segurança do ciclista, no percurso entre o Shopping Itaipu Multicenter e a Rótula da Avenida Central, quem estiver pedalando vai passar por ruas internas do bairro.
  • O valor das Barcas Charitas X – Praça XV será reduzido?

    A Prefeitura vem trabalhando junto ao Governo do Estado, esfera de governo responsável pela concessão do transporte aquaviário, para reduzir o preço das tarifas das barcas Charitas - Praça XV.

Cuidado com o meio ambiente é uma das marcas mais importantes da obra

A TransOceânica é um projeto de sustentabilidade urbana baseado no transporte coletivo que tem na sua concepção a redução de 20% no número de deslocamentos em transportes individuais e, consequentemente, a redução de emissão de carbono. O empreendimento prevê uma série de cuidados com o meio ambiente durante a execução da obra e após a conclusão, sendo todos voltados para uma cidade mais sustentável.

A Prefeitura está estudando todas as áreas do Parnit (Parque Municipal de Niterói – Unidade de Conservação de Proteção Integral) que foram impactadas com a obra e redefinindo quais os locais que receberão 45 mil metros² de replantio de mudas de Mata Atlântica como forma de compensação ambiental.

Todos os cuidados estão sendo tomados. Além da parte de arqueologia, atualmente está sendo feito o monitoramento da qualidade do ar e da água nos rios mais significativos da Região Oceânica, Jacaré, Vala, João Mendes e Colibri. O Projeto ainda prevê uma série de programas ambientais, teremos o Região Oceânica PRO-Sustentável, além dos 57 km de ciclovias. É realmente o caminho de uma Niterói mais sustentável”.

Niterói hoje conta com cerca de 35 quilômetros de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas. Na Região Oceânica, foi implantada a ciclofaixa no trecho da Francisco da Cruz Nunes que faz a ligação da futura estação final do BHS à Praia de Itaipu. Além disso, a TransOceânica conta com 16 quilômetros de malha cicloviária, inclusive no túnel que liga Charitas e Cafubá.

Arquivos e documentos

 Condicionantes Ambientais – INEA
 Clique aqui e veja a listagem de arquivos