VOLTAR

Quer conhecer todos os detalhes da transoceânica?

É fácil! Navegue por todo o trajeto com fotos em 360°

Cafubá

Saída do túnel (lado do Cafubá)

Estação BHS

Charitas

  • Desativado há mais de 40 anos, o Mercado Municipal de Niterói vai ser revitalizado! Saiba mais:… https://t.co/D2QsF3mKlL

  • Pistas da Estrada Francisco da Cruz Nunes, sentido Itaipu, @_transoceanica, liberadas na próxima sexta-feira. https://t.co/QArI0G7UM1

  • Novas frentes de trabalho nas obras da Região Oceânica começam nesta segunda. Fique atento às mudanças no trânsito… https://t.co/ye7kbIJNVa

  • Faixas da Estrada Francisco da Cruz Nunes estarão liberadas ao tráfego de veículos no fim do mês. Saiba mais em https://t.co/0nLPgLecPr

  • Começa instalação de manilhas na Estrada Francisco da Cruz Nunes. A profundidade da obra impressiona! Confira aqui: https://t.co/SguWQY6knW

  • A maior obra de macrodrenagem da Região Oceânica já começou! Saiba como fica o seu trajeto. Veja aqui: https://t.co/GfkcYpNSSn

  • Todas as gerações aprovam o túnel. Ele aproxima pessoas e histórias. https://t.co/xzwXLlfZBQ

  • Melhores amigas aprovam o túnel. Afinal, tudo é logo ali. https://t.co/Bc46lJqnkS

  • RT @NiteroiPref: O túnel Charitas-Cafubá mudou a cidade e também a rotina de quem se desloca por aqui. https://t.co/s3oeeYOvt1 #ÉLogoAli ht…

  • Estrada da Cachoeira com Trânsito livre nos dois sentidos. Reflexo do Túnel #CharitasCafubá https://t.co/mxlfBjNIyI

Acompanhe as últimas novidades da transoceânica

Obra de macrodrenagem chega à Avenida Almirante Tamandaré

21/07/2017 - Nova etapa da maior obra de macrodrenagem da história da Região Oceânica começa no próximo dia 24. Desta vez, será necessária a interdição ao tráfego de veículos na pista sentido Trevo de Piratininga da Avenida Almirante Tamandaré, entre a Rua Átila Nunes (altura do posto BR) e a Rua Hermes da Mata Barcelos (próximo a Tchê Hamburgueria). A previsão para execução […]

Obras da Transoceânica com reutilização de água

17/07/2017 - Sustentabilidade em primeiro lugar. Pensando no meio ambiente, mais de 14.400 litros de água de reúso são aplicadas nas obras da Transoceânica toda semana. Essa água ajuda a manter a cidade limpa, baixar a poeira para colocação da camada asfáltica na obra da Transoceânica e é utilizada para regar de parques e jardins, entre várias outras aplicações. A água é […]

1100 lâmpadas de LED
40 câmeras
80 telefones de
emergência

Centro de controle de
operações exclusivo

Túnel Santa Bárbara
construído em 16 anos

Túnel Rio 450 anos
construído em 4 anos

Túnel Raul Veiga
(entre Icaraí e São Francisco)
construído em 4 anos

via exclusiva para
ônibus, pista para
carros e
16km de
malha cicloviária

80 mil usuários
por dia.

Redução de 1 hora para 
20 minutos no trajeto.

 

Você sabia?

  • Reconhecimento nacional e internacional

    Graças a utilização dos mais modernos conceitos de sustentabilidade, a Transoceânica virou referência nacional, de acordo com o Ministério das Cidades, e internacional, segundo a Cooperação Andina de Fomento.
  • Arqueologia

    O trabalho de arqueólogos é fundamental para a obra. Muitos artefatos já foram encontrados nos canteiros de obra e devidamente preservados para estudos. Vidros, cerâmicas antigas e muitas outras relíquias serão parte de uma exposição em Niteroi.
  • Reaproveitamento de material

    Calçadas, pistas e corredor expresso de concreto foram construídos com material retirado das galerias dos túneis que ligam Cafubá e Charitas. Foram 3 mil toneladas de rochas, 70% delas, utilizadas na obra.
  • De olho na sustentabilidade

    80 mil árvores foram plantadas em locais próximos à Transoceânica. São 12 campos de futebol de vegetação.
  • Um sonho antigo

    Há mais de quarenta anos foi prometida a construção de um túnel que ligasse a Zona Sul à Região Oceânica de Niterói. Hoje o túnel é parte de um projeto muito maior, que vai conectar a cidade na maior obra de mobilidade.

Dúvidas mais frequentes

Envie a sua pergunta!


.

Cuidado com o meio ambiente é uma das marcas mais importantes da obra Galeria de Relação de contrapartidas ambientais

A TransOceânica é um projeto de sustentabilidade urbana baseado no transporte coletivo que tem na sua concepção a redução de 20% no número de deslocamentos em transportes individuais e, consequentemente, a redução de emissão de carbono. O empreendimento prevê uma série de cuidados com o meio ambiente durante a execução da obra e após a conclusão, sendo todos voltados para uma cidade mais sustentável.

A Prefeitura está estudando todas as áreas do Parnit (Parque Municipal de Niterói – Unidade de Conservação de Proteção Integral) que foram impactadas com a obra e redefinindo quais os locais que receberão 45 mil metros² de replantio de mudas de Mata Atlântica como forma de compensação ambiental.

Todos os cuidados estão sendo tomados. Além da parte de arqueologia, atualmente está sendo feito o monitoramento da qualidade do ar e da água nos rios mais significativos da Região Oceânica, Jacaré, Vala, João Mendes e Colibri. O Projeto ainda prevê uma série de programas ambientais, teremos o Região Oceânica PRO-Sustentável, além dos 57 km de ciclovias. É realmente o caminho de uma Niterói mais sustentável”.

Niterói hoje conta com cerca de 35 quilômetros de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas. Na Região Oceânica, foi implantada a ciclofaixa no trecho da Francisco da Cruz Nunes que faz a ligação da futura estação final do BHS à Praia de Itaipu. Além disso, a TransOceânica conta com 16 quilômetros de malha cicloviária, inclusive no túnel que liga Charitas e Cafubá.