Mudanças no trânsito do Trevo de Piratininga começam nesta quarta-feira

As obras do trecho 5 da TransOceânica (do DPO do Cafubá até o shopping Multicenter) entram na fase final e, por conta do intenso fluxo de veículos nesta região, serão necessárias mudanças no trânsito do Trevo de Piratininga, a partir desta quarta-feira (14/06). Os motoristas que saem de Piratininga e Camboinhas pela Avenida Almirante Tamandaré em direção ao Largo da Batalha e Centro de Niterói deverão acessar o desvio na Rua Engenheiro Manuel Pacheco de Carvalho (altura do shopping Trevo Top Center) e virar à esquerda na Rua dos Acadêmicos para chegar a Estada Francisco da Cruz Nunes.

Já os veículos que saem de Itacoatiara, Itaipu, Engenho do Mato e Avenida Central em direção ao Centro e ao Cafubá terão apenas duas faixas da Estrada Francisco da Cruz Nunes abertas ao tráfego de veículos na altura do shopping Itaipu Multicenter, onde poderão continuar acessando o retorno que já existe no local ou seguindo reto pela via. A previsão para a conclusão da obra é de 40 dias.

Outra mudança será no ponto de ônibus na entrada do shopping Itaipu Multicenter, que será deslocado e ficará em frente a Rua dos Acadêmicos. Para garantir o ordenamento do trânsito, cinco agentes e operadores da NitTrans estarão no local auxiliando os motoristas e a travessia de pedestres. Toda a área já recebeu sinalização com placas informando os acessos e desvios, além de três novos sinais de trânsito. Agentes da Prefeitura também estarão em pontos estratégicos, esclarecendo possíveis dúvidas da população sobre as mudanças.

A TransOceânica será entregue no primeiro trimestre de 2018, mudando definitivamente o paradigma da mobilidade urbana de cidade. Os trechos 1, 2 e 4 já foram concluídos. Os trechos 3, 5 e 8 ainda estão recebendo ajustes. E os trechos 6 e 7 são os que recebem o maior volume de obras no momento. Importante etapa da obra, o túnel Charitas-Cafubá (trecho 2) foi aberto ao tráfego de veículos no dia 6 de maio e já recebeu mais de 200 mil veículos, com papel fundamental para a melhoria do trânsito nos horários de rush pela manhã e à tarde.

O corredor viário está sendo executada com recursos da Cooperação Andina de Fomento (CAF) e tem 9,3 quilômetros de extensão começando em Charitas, na Avenida Prefeito Silvio Picanço, em frente à maternidade Municipal Alzira Reis, e terminando no Engenho do Mato, na Estrada Francisco da Cruz Nunes, em frente ao quartel do Corpo de Bombeiros. A TransOceânica terá 13 estações de ônibus BHS (Bus of High Level of Service), que irão beneficiar 125 mil usuários diariamente. O investimento total da obra é de R$ 310 milhões, com recursos do governo federal e da Prefeitura de Niterói.

ACOMPANHE AS ÚLTIMAS NOVIDADES DA TRANSOCEÂNICA

Confira o andamento das obras de macrodrenagem na Transoceânica

18/10/2017 - Esta é a maior obra de macrodrenagem já realizada na Região Oceânica e irá resolver problemas de alagamentos que existem há décadas na Estrada Francisco da Cruz Nunes em áreas como o Trevo de Piratininga, próximo ao shopping Itaipu Multicenter, e na região perto do motel Status. Essa obra possibilitará também que obras de microdrenagem seja realizada em bairros próximos, […]

Mudanças no trânsito da Região Oceânica

09/10/2017 - Com a maior obra de macrodrenagem da Região Oceânica avançando, algumas mudanças no trânsito estão sendo necessárias. Os motoristas que saem do túnel Charitas-Cafubá em direção a Itaipu passam a contar com mais uma alternativa. As pistas do BHS serão abertas ao tráfego de veículos, após a saída do túnel, na altura da Rua Governador Raimundo Padilha, funcionando no sentido […]

Mais seis bairros da Região Oceânica receberão obras de drenagem e pavimentação

04/10/2017 - Serão publicados no Diário Oficial de amanhã (04/10) os editais de licitação para contratação dos projetos executivos para drenagem, infraestrutura, urbanização e pavimentação dos bairros Maravista, Serra Grande, Jacaré (Avenida Frei Orlando) e Santo Antônio, todos na Região Oceânica de Niterói. Ainda este ano também serão licitados os projetos executivos que beneficiarão o Engenho do Mato e Maralegre. Serão, aproximadamente, […]