Em um ano de funcionamento, túnel Charitas-Cafubá já contabiliza mais de 15 milhões de travessias

Com uma média de 42.500 mil veículos por dia atravessando suas galerias, o túnel Charitas-Cafubá completa um ano de funcionamento neste domingo (6/5). A ligação entre a Zona Sul e a Região Oceânica, que já contabiliza mais de 15,3 milhões de travessias, mudou a realidade dos moradores e encurtou distâncias. E, a partir do segundo semestre, duas novas linhas de ônibus passarão a operar no túnel seguindo até o Centro de Niterói.

O túnel Charitas-Cafubá é parte da TransOceância, corredor viário com 9,3 quilômetros de extensão, que passa por 12 bairros, e terá sua obra concluída este mês. No segundo semestre, será iniciado o sistema BHS. Serão 13 estações de ônibus BHS, beneficiando 125 mil moradores. No plano operacional da TransOceânica, cinco linhas de ônibus sairão de diversos bairros da Região Oceânica, três linhas seguirão pelo Largo da Batalha e duas novas linhas passarão pelo túnel seguindo até o Centro de Niterói.

Mais que uma obra viária e de mobilidade, este é um projeto de incentivo ao transporte coletivo, de implantação de novas ciclovias e de melhoria da Estrada Francisco da Cruz Nunes, que está sendo totalmente requalificada e modernizada. Essas obras deixam um legado para as próximas gerações e para o desenvolvimento do futuro de nossa cidade.
Fluxo de veículos – A nova ligação entre a Zona Sul e a Região Oceânica, que era esperada pelos niteroienses há mais de 70 anos trouxe resultados positivos no trânsito ao desafogar pontos tradicionalmente críticos como o Largo da Batalha e a Avenida Presidente Roosevelt, em São Francisco.

Referência em sustentabilidade e segurança para os usuários, o túnel conta com um moderno Centro de Controle Operacional (CCO), que utiliza um sistema inteligente de monitoramento com equipamentos que informam, em tempo real, tudo que acontece nas duas galerias. São 40 câmeras, seis painéis de mensagens, 80 interfones de emergência e 200 sinalizadores de evacuação de área. Para a iluminação são usadas 1.100 lâmpadas de LED.

Ciclovia – Cada uma das galerias tem 1,3 km de extensão e três pistas (duas para carros, uma para ônibus do sistema BHS), além de uma ciclovia, proporcionando ainda mais espaço na cidade para a bicicleta como meio de transporte. A Prefeitura de Niterói vem investindo cada vez mais na malha cicloviária da cidade. Só na Região Oceânica serão feitos 61,3 quilômetros de ciclovia.

ACOMPANHE AS ÚLTIMAS NOVIDADES DA TRANSOCEÂNICA

Corredor viário da Região Oceânica entra em operação dia 27 de abril

13/04/2019 - O corredor viário da TransOceânica entra em operação no próximo dia 27. A obra, esperada há mais de 40 anos pelos niteroienses, irá reduzir o tempo de percurso em cerca de 30% e beneficiará 125 mil pessoas diariamente. A migração das linhas de ônibus municipais para a pista exclusiva acontecerá de forma gradual. A população continuará atendida em todos os trajetos. Nesta […]

Monitoramento inteligente na TransOceânica via Centro de Controle Operacional

11/04/2019 - O Centro de Controle Operacional do túnel Charitas-Cafubá (CCO Túnel) utiliza um sistema inteligente de monitoramento com equipamentos que informam, em tempo real, tudo que acontece em suas galerias. O sistema permite o rápido acionamento de órgãos de socorro e segurança em caso de necessidade. São 49 câmeras, seis painéis de mensagens, 80 interfones de emergência e 200 sinalizadores de […]

Túnel Charitas-Cafubá chega a 25 milhões de travessias

11/04/2019 - O túnel Charitas-Cafubá, que foi aberto ao tráfego de veículos em maio de 2017, chega em 2019 com 25 milhões de travessias realizadas em suas duas galerias. A média histórica é de 1,2 milhão de travessias por mês, 41,5 mil por dia. No primeiro trimestre de operação, o túnel foi cruzado por 2,3 milhões de veículos, média de 25,5 mil por […]